Vida em primeiro lugar

A nova forma de trabalhar

Faça o que você gosta, o que é apaixonado,
mas de um jeito prático, flexível e diferente.

1.
Você se registra

Mais jobs legais vão aparecer se você preencher com o máximo de dados e tags que mostrem no que você é bom. É rápido! Tem links, contatos e até espaço pra portifólio.

2.
Você mesmo negocia

Você fala direto com as empresas. Negocia grana, prazo e tudo mais. Sem intermediação, comissão ou algo parecido. Tudo muito transparente.

3.
Você transforma freelas em negócio.

Isso mesmo. Você pega os jobs que quer e que precisa para ter a renda que acha que merece no fim do mês.

Empresas, agências, veículos...

Encontrem aqui os profissionais que vocês precisam.

Freelancers

Garantam mais jobs todos os meses.

Blog

Artigos e Notícias sobre o Mundo Freelancer

Encontre aqui dicas super legais desse novo estilo de trabalhar. Descubra que isso é um fenômeno mundial que está mudando a relação entre vida profissional e vida pessoal.

A vida dos freelas na pandemia.

Em meio à crise causada pela Covid-19, o mercado publicitário tem enfrentado problemas diversos. Grandes grupos já anunciaram demissões e cortes de salários. Neste contexto, os freelas também estão tendo que se mexer para sobreviver ao cenário atual. Veja a conversa do PROPMARK com alguns deles para saber do momento e colher dicas para profissionais com o mesmo perfil.
https://propmark.com.br/mercado/a-vida-dos-freelas-na-pandemia/?fbclid=IwAR06B_YYRu3-eolOiEO5-C2gFSICV19_tNRaDRbttLljz3mdFyRz3agykz8

Uber, lay-outs e apps.

A Nova Economia fez muita gente repensar o trabalho em seu dia-a-dia. Tem gente dirigindo um Uber de manhã e fazendo layout ou programando um app à tarde. Outros trocam o dia pela noite pra fazer jobs com gente de outro lado do mundo. E isso não é moda, é uma nova realidade na vida das pessoas.

Escolha um freelancer pelo like, não pelo money.

 

Se a sua empresa quer um profissional de qualidade, com experiência, que resolva seu job com a competência que você espera, então nunca, jamais, de jeito nenhum use o dinheiro como único fator de decisão. Tudo bem que o budget é sempre apertado, mas reveja as suas necessidades, a quantidade de materiais, o prazo. Tudo isso pode ser repensado de maneira que sua empresa escolha um freelancer sênior, que vai fazer um trabalho melhor, que não terá que ser refeito ou criar problemas pra você na empresa. Você não vai querer queimar seu filme, pois contratou um freelancer errado, né?

Se na vida você contrata profissionais como médicos, advogados, professores de inglês, pedreiros, pintores, babás sempre pedindo indicação, um freelancer não pode ser diferente. Não basta ver o portfólio, você precisa ver a reputação dele, o que outras empresas que o contrataram acharam dele. Ele entrega no prazo? A qualidade do trabalho foi atendida? A comunicação com o freelancer durante o processo foi perfeita? Viu, tem mais coisas que devem ser levadas em consideração na hora de fechar com um freelancer além da grana. Boa sorte!